-
-

27 de abril de 2013

Texto do dia...




O bobo, por não se ocupar com ambições, tem tempo para ver, ouvir e tocar o mundo. O bobo é capaz de ficar sentado quase sem se mexer por duas horas. Se perguntado por que não faz alguma coisa, responde: "Estou fazendo. Estou pensando." 
Ser bobo às vezes oferece um mundo de saída porque os espertos só se lembram de sair por meio da esperteza, e o bobo tem originalidade, espontaneamente lhe vem a ideia. 
O bobo tem oportunidade de ver coisas que os espertos não vêem. Os espertos estão sempre tão atentos às espertezas alheias que se descontraem diante dos bobos, e estes os vêem como simples pessoas humanas. O bobo ganha utilidade e sabedoria para viver. O bobo nunca parece ter tido vez. No entanto, muitas vezes, o bobo é um Dostoievski. 
[...]
Aviso: não confundir bobos com burros. Desvantagem: pode receber uma punhalada de quem menos espera. É uma das tristezas que o bobo não prevê. César terminou dizendo a célebre frase: "Até tu, Brutus?" 
Bobo não reclama. Em compensação, como exclama! 


Trechos de um texto de Clarisse Lispector !

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Olá galera, desde ja fico feliz em você estar comentando aqui( se o seu comentário não for rude,é claro)...Muito obrigada pela visita e volte sempre!! Beijosss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Voar Longe... - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Nathália.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo