-
-

21 de fevereiro de 2013

A tal da dona felicidade.


Era uma tarde normal,como todas as outras, tirando que era o 1º dia do ano e que minha familia toda estava aqui, bom...quese toda, diga-se de passagem que minha familia é enorme, mas isso não vem ao caso.
Mas... batem á pota da minha casa, e como sempre eu tenho que abrir, uma pessoas visivelmente bem alegre pode-se dizer assim,apareceu atrás da porta,aberta é claro, sem que a chama-se para para entrar, ela simplesmente entrou. E foi logo disparando:
-Olá querida, meu nome é felicidade.
Bom, acho que isso eu percebi, quando eu á vi, mas não comentei nada e deixei ela continuar.
- E vim morar com você, as vezes, vou viajar mas é coisa temporaria, nesse meio tempo  a tristeza , minha irmã, que é o lado podre da familia, vier bater a sua porta, diga que eu já estou chegando e que este lar e a senhorita estão sob os meus cuidados, ela vai insistir em querer ficar e te pertubar um pouquinho,mas quando eu voltar pode ter certeza que ela vai levar um belo chute e partir pra fora daqui e talvez ela nem queira voltar mais.Talvez.mas no final das contas, eu sempre vou estar com você.
Depois desse discurso dessa moça, a única coisa que não posso dizer é que não me assustei, mas veja pelo lado bom, fiquei alegre estando com a tal da dona felicidade, que a deixei ficar.

Essa foi minha história de como conheci a tal da dona felicidade, que esta comigo até hoje.
E ahh não posso me esquecer  de avisar que ela tem muitas irmãs por ai, mas não ruins como a tristeza e sim alegres e chamadas felicidade, espalhadas pelo mundo que estão esperando vocês a encontrarem nos minimos detalhes do seu dia. Boa sorte.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Olá galera, desde ja fico feliz em você estar comentando aqui( se o seu comentário não for rude,é claro)...Muito obrigada pela visita e volte sempre!! Beijosss

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Voar Longe... - 2013. Todos os direitos reservados.
Criado por: Nathália.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo